Álcool é droga: quais são os efeitos e consequência do uso?

O álcool é uma droga! Mesmo assim, ele é considerado comum hoje em dia, tendo assim seu uso social nas mais diferentes festas e festividades, assim como seu uso nas casas principalmente é constantemente associado ao fim de semana e recreações comemorativas .

O que estou tentando mencionar é que a iniciativa do álcool já está enraizada em nossa cultura e presente em vários momentos de nossas vidas, porém esquecemos constantemente que o uso excessivo e/ou abusivo do álcool é arriscado.

O objetivo deste trabalho é claramente mostrar os danos que esta substância pode causar, assim como os efeitos que ela produz no organismo e as prováveis conseqüências de seu uso.

Além disso, é essencial conscientizar a população sobre o processo de dependência química e como ela é gerada, uma vez que alguém deixa de desfrutar simplesmente de uma droga e se torna dependente dela.

Para estas e mais dúvidas sobre o assunto, continue em nosso texto!

O álcool é uma droga?

Sim, o álcool é uma droga legal, ou seja, uma droga cujos negócios e consumo são autorizados, mas muitas pessoas esquecem que ele é considerado uma droga psicotrópica, ou seja, age sobre o sistema nervoso central e pode mudar o comportamento daqueles que o consomem.

No entanto, você pode se perguntar por que seu uso é autorizado e às vezes até mesmo incentivado por pessoas próximas a você e até mesmo pela sociedade em determinados momentos.

Esta pergunta e outras dúvidas serão respondidas mais tarde, o mais importante agora é que você entende que o álcool não é apenas uma droga, mas também pode ser prejudicial dependendo de como ele é consumido.

O álcool é considerado uma droga depressiva que age em 2 fases, a primeira é um estado que garante euforia e desinibição, e a segunda é um tempo mais depressivo e sonolento.

O álcool é uma droga clinica recuperando-vida

Por que o álcool é uma droga legal?

O uso do álcool data do ano 6000 a.C., sendo encontrado nas narrativas dos mais diferentes povos, e tinha um baixo teor alcoólico, que vem aumentando ao longo dos séculos, principalmente após a chegada das bebidas alcoólicas destiladas pelos árabes.

Inicialmente se espalhou pela Europa como remédio para curar todas as enfermidades, mas seu uso terapêutico diminuiu ao longo dos anos e seu uso social só aumentou.

Com a era das enormes navegações e das inúmeras colonizações ocorridas, seu uso se espalhou por todo o planeta, e graças ao seu enorme uso social e à possibilidade de se beneficiar economicamente dele, juntamente com o controle que se teria sobre a droga para evitar o contrabando, optou por legalizá-la, e a maioria das nações desta forma a consideraram.

No entanto, todas as drogas legais trazem danos a quem as consome, seja álcool, nicotina ou medicamentos; a diferença é que sua distribuição é controlada e são socialmente aceitas, porém, o caso já está ficando fora de controle, já que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que estas drogas são as mais consumidas e as mais mortíferas.

No entanto, segundo a Organização Mundial da Saúde, no Brasil 4 milhões de pessoas com mais de 15 anos de idade são alcoólatras (novo termo para alcoólatras), ou seja, dependentes do álcool.

Segundo a Sociedade de Alcoólicos Anônimos, o álcool é diretamente responsável por 20% dos processos de divórcio, 51% dos acidentes de trabalho, 54% dos acidentes de trânsito, é a terceira causa de aposentadoria por invalidez e 60% dos incidentes policiais ainda são relacionados ao álcool.

Consumo de bebidas alcoólicas no Brasil

O consumo de álcool no Brasil começa em casa, com o consentimento e às vezes até com o incentivo dos pais. Cerca de 51% dos jovens de 10-12 anos já experimentaram o álcool pelo menos uma vez e 15% dos jovens de 10-18 anos o consomem regularmente.

Além de ser predominantemente iniciado em casa, o consumo começa bastante cedo, o que pode levar a problemas cognitivos, neurológicos e de desenvolvimento físico.

O consumo de álcool diminuiu 11%, segundo o CISA (Centro de Datos sobre Saúde e Álcool), mas aumentou entre adolescentes e pessoas mais velhos, o que significa que os adultos bebem menos, mas outras áreas aumentaram seu consumo.

Entendo que há pessoas que só experimentam e não bebem novamente, mas são a minoria, quando seus amigos também bebem, seus pais e nossa sociedade o fazem e o incentivam, nós mesmos faremos o mesmo.

Somos animais que para viver em sociedade nos encaixamos em certas equipes e experiências para sermos mais aceitos, basta ter cuidado para não beber só por esse motivo.

Sigam-me enquanto explico com mais detalhes porque bebemos álcool.

Consumo de bebidas alcoólicas no Brasil clinica recuperando vida

O que leva uma pessoa a consumir bebidas alcoólicas?

Aqui no Brasil, o álcool é uma droga socialmente aceita, por essa razão seu uso é comum e comum. Como eu disse na edição anterior, nossa família freqüentemente mostra e incentiva o uso de álcool.

Além do incentivo familiar, há também o incentivo social, porque amigos, colegas e até mesmo pessoas que você acabou de conhecer usam para beber quando saem, seja em festas, reuniões ou celebrações.

É claro que existem famílias nas quais o álcool não pertence à vida cotidiana, nem na história familiar nem nos ambientes em que vivem, seja porque já tiveram um membro da família dependente do álcool ou por causa de uma religião religiosa, porém infelizmente estas famílias são a minoria nesta nação.

Mesmo nestes casos, a predominância de amigos pode ser determinante para o consumo, assim como a sensação de que se deve beber para parecer mais comum ou para pertencer a um grupo.

Da Grécia antiga entendemos que as pessoas são naturalmente seres sociais e procuram o grupo para se estabelecerem, para alguns pode parecer bobagem, no entanto suponha para si mesmo o que você fez em algum momento para se juntar ou pertencer a um grupo.

Quais são os principais efeitos de beber bebidas alcoólicas sobre o corpo?

Acho que você está ciente de que o álcool pode produzir males uma vez associado à condução ou outras situações que necessitem de controle físico e coordenação motora, porém no que diz respeito aos traços e marcas que deixa no organismo, ele é uma face esquecida do consumo de álcool.

Quer você saiba ou não as conseqüências para o organismo de nosso corpo humano, eu explicarei imediatamente as principais.

Cirrose

A proporção de álcool consumida por dia estabelece a probabilidade de desenvolver cirrose alcoólica, e as senhoras são mais vulneráveis. As lesões hepáticas têm a possibilidade de ser de 3 tipos, por acúmulo de gordura, por inflamação e pelo aparecimento de marcas, aqui trataremos da última, que é a cirrose.

O fígado é o lugar onde o álcool é metabolizado, para que o corpo humano possa absorvê-lo, mas neste processo acaba produzindo substâncias tóxicas que causam hepatite, que é a inflamação do fígado.

Embora não se saiba exatamente como esta doença é gerada, estima-se que o alto nível de álcool no organismo, a predisposição genética, a desnutrição e outras doenças hepáticas contribuem para seu aparecimento.

Ela pode causar perda de desejo, dor abdominal, perda de peso, náuseas e vômitos e, em casos graves, insuficiência renal e hepática, confusão e distúrbios cerebrais.

Gastrite

O alto consumo de álcool pode causar gastrite e até mesmo gastrite aguda; a gastrite é uma inflamação criada na membrana mucosa que reveste o estômago.

A gastrite aguda gera um grande desconforto, produzindo problemas para ingerir, dor abdominal, acidez, má digestão e inchaço.

A gastrite aumenta a taxa de desenvolvimento do câncer de estômago.

Quais são os principais efeitos de beber bebidas alcoólicas sobre o corpo clinica recuperando vida

Câncer

O INCA (Instituto Nacional do Câncer) não recomenda o consumo de bebidas alcoólicas, justamente porque elas aumentam a incidência do desenvolvimento de vários tipos de câncer.

Ele beneficia o desenvolvimento de cânceres como faringe, laringe, boca, esôfago, estômago, fígado, cólon, reto e mama, e mesmo níveis mínimos de álcool têm a possibilidade de aumentar as formas de desenvolvimento.

O etanol desempenha o papel de solvente, ou seja, permite o acesso de outras substâncias cancerígenas às células.

Úlcera

Uma úlcera é uma dor no estômago, que geralmente dói, especialmente quando nosso suco gástrico entra em contato, e seu principal sintoma é a dor de boca no estômago.

Outros sinais comuns de úlceras são a sensação de que o estômago está inchado, fezes escuras ou avermelhadas, dor e ardor na garganta e no peito, náuseas e vômitos, sensação de desconforto e perda de peso.

As úlceras têm a possibilidade de ser um efeito de gastrite, ou um efeito direto do álcool, devido ao aumento do pH da área do estômago, o que faz com que o corpo humano fique mais ácido e acabe machucando mais.

Hipertensão arterial

A doença também é conhecida como hipertensão arterial e já afeta cerca de um terço dos brasileiros, e é caracterizada por uma pressão alta e persistente no fluxo sanguíneo arterial, de modo que o coração faz mais força para bombear o sangue.

O uso e abuso do álcool já é um dos mais importantes componentes de perigo para o desenvolvimento da doença, já que o consumo persistente de álcool já produz um aumento na pressão arterial.

A hipertensão arterial pode produzir sequelas graves, tais como insuficiência renal, acidentes vasculares, doenças cardiovasculares, acidentes cerebrovasculares, doenças renais e insuficiência cardíaca.

Quais são os sinais do alcoolismo?

O alcoolismo é configurado como dependência do álcool, a condição é um inconveniente de saúde pública que acaba por causar vários outros inconvenientes físicos e psicológicos.

O alcoolismo não é apenas um tipo de dependência química, mas também considerado um tipo de distúrbio mental. Como outras dependências químicas, o alcoolismo é uma doença crônica, não tem uma cura, apenas um procedimento.

Continue lendo para entender os sinais.

Ansiedade

Uma pessoa que passa muito tempo sob os efeitos do álcool geralmente mostra alterações de humor, sensações como alegria, euforia, depressão e relaxamento, que uma vez persistentes têm a possibilidade de permanecer mesmo sem o impacto do álcool.

O consumo pode aumentar para que estas sensações sejam aprimoradas e permaneçam por um longo período de tempo, portanto, ao reduzir a proporção de álcool, pode criar ansiedade.

Esta ansiedade fará com que a taxa de consumo aumente ainda mais, podendo prejudicar outras áreas da vida, como ter ansiedade antes de um evento chave no trabalho, ou antes do tempo da família.

Tremores

É provável que os tremores apareçam tanto antes quanto depois do consumo, e surjam como resposta do organismo à ausência ou ao excesso da substância, porque o álcool compromete a coordenação motora.

Com a idade, é provável que apareçam tremores, devido aos danos no córtex frontal gerados pelos efeitos do álcool. Os tremores geralmente aparecem quando o álcool do corpo é retirado e também têm a possibilidade de serem desencadeados por uma infecção alcoólica.

A compulsão

Quais são os sinais do alcoolismo clinica recuperando vida

A compulsão é caracterizada pela vontade ou pelo desejo de fazer uma ação constantemente, nesta situação, a ação de beber/consumir álcool, o indivíduo que se torna compulsivo ao álcool, tentará entrar nela a qualquer momento para permanecer sob o impacto da substância.

O consumo exagerado por compulsão faz com que a tolerância do organismo aumente, tornando-o mais resistente ao impacto da substância, tornando essencial tomar doses ainda maiores e mais vezes para atingir o impacto primário.

A agressividade

A agressividade surge principalmente como uma resposta biológica e neurológica à supressão do álcool corporal, tornando o indivíduo mais irritado e agressivo.

Como o corpo humano já está acostumado a inalar e metabolizar o álcool, portanto, uma vez que há falta ou diminuição significativa, a ansiedade, a agressividade, a depressão, aparecem como uma forma de fazê-la consumir novamente para que os efeitos negativos cessem.

Má ingestão de alimentos

Às vezes, o desejo de consumir uma bebida alcoólica é tão grande que pode reduzir a vontade de comer, o que pode causar distúrbios alimentares.

Isso pode acontecer sem que o indivíduo tenha consciência disso, conseqüentemente ele só percebe que está comendo mal quando perde peso ou tem outra doença, como por exemplo, quando tem anorexia ou bulimia, ou quando deixa de comer no alvo e induz ao vômito ou usa laxantes.

Como é feito o diagnóstico do alcoolismo?

Somente um profissional especializado pode diagnosticar corretamente e manter um estado de sobriedade; entretanto, há maneiras de procurar sinais de dependência química em si mesmo e em alguém próximo a você.

De acordo com o CID (Código Mundial de Doenças), existem certos critérios para fazer um diagnóstico de dependência, necessitando expor pelo menos 3 das situações listadas abaixo dentro dos últimos 12 meses.

– Perda de interesse no exercício, tarefas rotineiras e relações sociais;

– Perda de controle sobre o consumo

– Compulsão para bebidas alcoólicas;

– Sinais e sintomas de abstinência física;

– Aumento da tolerância ao álcool

– A ingestão de álcool mesmo depois que as conseqüências físicas e psicológicas da ação já são conhecidas.

O álcool é uma droga: Como ajudar um alcoólatra?

Muitas pessoas me pedem dicas sobre como ajudar um amigo ou parente que tem problemas de dependência do álcool, ou seja, um alcoólatra.

Acho que você já tem alguma idéia do que pode fazer, mas aqui vou dar um enfoque ainda maior.

Ao observar certos sinais em uma pessoa que é alcoólatra, a primeira recomendação é ir a um médico especializado para fazer um diagnóstico correto.

Também é essencial estar presente e atento à evolução das doenças, porém tenha em mente não se tornar dependente do indivíduo, cuidar dela, sua funcionalidade é apoiá-la, o procedimento é de responsabilidade do indivíduo e do profissional que cuida dela.

O alcoólatra age de forma compulsiva e obsessiva em relação ao álcool, portanto o procedimento deve ser encorajado, não para apoiar com seus vícios, tentar entender o caso do indivíduo, porém sem expor sua história a outras pessoas.

Como todos os dependentes químicos, é essencial receber um procedimento adequado e especializado, levando em conta cada uma das possibilidades e tipos de procedimentos.

Quais são os melhores tratamentos para o alcoolismo?

Entre as múltiplas possibilidades, várias emergem como mais eficientes, bons exemplos são a psicoterapia, equipes de auto-ajuda, internação em clínicas de reabilitação e o uso de medicamentos.

Vou relatá-los brevemente para que você possa compreendê-los, mas sem comprometer o objetivo principal do trabalho.

A psicoterapia e suas várias abordagens, seja psicanálise, terapia cognitiva, terapia humanística, apesar de suas diferenças, todas buscam entender os passos que levaram o indivíduo à dependência e a fixar os outros valores que foram corrompidos.

Grupos de auto-ajuda servem para compartilhar experiências particulares e para fortalecer uns aos outros, bem como para construir novos valores guiados pelo programa de doze passos para um novo modelo de vida.

Clínicas de reabilitação para alcoólatras são utilizadas para garantir que o preso seja atendido por uma equipe interdisciplinar e altamente qualificada, utilizando uma abordagem biopsicossocial, com retirada física das drogas.

O uso de medicamentos é usado mais ao longo da parte de desintoxicação, para conter os sinais de abstinência e pode ser usado de forma a conter os sinais e de forma terapêutica para várias doenças de dependência.

Quais são as principais fases do procedimento do alcoolismo?

A primeira parte é a pré-contemplação, na qual a pessoa dependente é muito resistente à mudança, ainda não entende o que está acontecendo com ela e não aceita sua condição.

Após a pré-contemplação, vem a fase de contemplação, que tem a capacidade de desmistificar e ensinar sobre a doença da dependência e o que a causa e como ela altera as crenças e reações de cada um.

Uma vez consciente, agora é preciso admitir, chegando à fase de preparação, como o indivíduo começa a ver todas as enfermidades e preconceitos que foram criados para ele no instante do vício.
A fase de ação vem quando o indivíduo põe em prática as lições aprendidas e se envolve verdadeiramente em sua recuperação, tentando encontrar mudanças em suas reações e comportamentos que se pensa serem responsáveis pelos inconvenientes.

A última etapa é a fase de manutenção, que é o lapso de colocar em funcionamento tudo o que foi aprendido e reter as crenças, reações e comportamentos.

Esta etapa está cheia de desafios, pois será necessário um esforço constante para evitar recaídas e assim avançar com o novo padrão de vida.

Onde descobrir uma clínica de reabilitação para o tratamento do alcoolismo?

As clínicas de reabilitação de alcoolismo têm a capacidade de ser encontradas através de buscas na Internet, seja através de redes sociais ou de sites de busca.

Tente examinar os sites de conteúdo dessas clínicas, como seu blog, para entender melhor como funciona o modelo de procedimento de cada clínica.

Clínica de Recuperação Clinica Recuperando Vida

Na Clinica Recuperando Vida temos um número de especialistas qualificados e preparados, um médico e ambulatório acessível 24 horas, veículos de ambulância preparados para as necessidades e um modelo de procedimento exclusivo.

Nosso modelo de procedimento com abordagem biopsicossocial contempla 3 fases, a orientação de dependência química, a terapia racional emotiva e o programa de doze passos.

Para saber mais sobre nosso modelo de tratamento, clique aqui.

Conclusão

Por este artigo, pode-se entender que o álcool, além de ser uma droga, é um dos mais perigosos, pois embora seja legal, se considerarmos seu aspecto social, ele é imensamente destrutivo.

Por estar associado a acidentes de trânsito, acidentes de trabalho, assassinatos, crimes contra a propriedade pública, não está autorizado a ser utilizado de nenhuma forma e associado a qualquer tipo de coisa.

Assim, é possível identificar uma seqüência de inconvenientes envolvidos com o abuso do álcool, sejam eles físicos, psicológicos, sociais e culturais.

Para mais informações sobre o impacto do álcool, sobre a dependência química e as questões envolvidas, continue navegando em nosso blog.

Clique Aqui
1
Precisa de ajuda?
Olá 👋 bem vindo(a) ao Clinica Recuperando Vida , precisando de ajuda ?