Tratamento para Heroína

A heroína é considerada uma das drogas mais nocivas e perigosas do mundo, devido à sua extrema dependência química e psicológica.

Embora subst√Ęncias semelhantes sejam usadas em meios m√©dicos e terap√™uticos, a hero√≠na √© √ļnica em seu potencial para viciar desde o primeiro uso.

√Č essencial conscientizar as pessoas sobre os perigos da hero√≠na e buscar ajuda profissional para superar o v√≠cio.

O que é heroína?

Tratamento para Heroína Clinica Recuperando Vi

A heroína, também conhecida como diacetilmorfina, é uma droga derivada da morfina, que por sua vez é derivada do ópio.

Ela surgiu como uma tentativa de melhorar a eficácia e segurança da morfina, mas acabou se tornando uma droga extremamente perigosa e ilegal.

Seus efeitos eufóricos, com rápida sensação de prazer e poder, trazem consigo efeitos colaterais drásticos e de rápida ação no organismo.

Apesar de ter sido legalizada comercialmente de 1898 a 1910, seu uso acabou sendo proibido devido à descoberta de que ela era convertida em morfina quando chegava ao fígado, o que era o oposto do efeito proposto.

A heroína também era usada para tratar a dependência de morfina.

Como surgiu a droga heroína?

A hero√≠na, ap√≥s a Segunda Guerra Mundial, foi amplamente utilizada como rem√©dio antit√ļssico e analg√©sico juntamente com outros opioides.

Seu uso ilícito como analgésico clandestino ou para fins recreativos se espalhou pelos campos de batalha do Vietnã e outras guerras, e posteriormente, como uma droga acessível à população em geral no final da década de 1980.

Atualmente, a epidemia de hero√≠na nos Estados Unidos em 2016 e 2017 continua a ser um problema s√©rio, como evidenciado pela reportagem do jornal espanhol El PA√ćS, que relata um n√ļmero de mortes superior ao da Guerra do Vietn√£.

Como ela é feita?

Tratamento para Heroína Clinica Recuperando Vida

A hero√≠na teve sua origem gra√ßas a Alder Wright, um qu√≠mico do hospital Saint Mary’s em Londres, que sintetizou a diacetilmorfina para ser uma vers√£o aprimorada da morfina, mais eficiente e com menos efeitos colaterais.

A hero√≠na foi obtida ap√≥s minuciosos processos qu√≠micos que envolveram tratamentos na morfina com √°cidos org√Ęnicos.
Para obtê-la, é necessário extrair o ópio das cápsulas de flores de papoula, refinar a morfina e, em seguida, refiná-la novamente.

Como é usada a heroína?

Apesar de existirem várias formas de usar heroína, a forma injetável é a mais popular entre aqueles que buscam o uso recreativo devido à sua rápida absorção.

Infelizmente, muitos países proíbem essa droga devido ao alto risco de dependência química e aos graves efeitos colaterais.

Entretanto, apenas em alguns pa√≠ses o uso m√©dico da hero√≠na √© permitido, mas com restri√ß√Ķes e regulamenta√ß√Ķes rigorosas, como √© o caso do Reino Unido

Como a heroína e outras drogas surgiram a partir de remédios convencionais?

Ao longo da história, os humanos usaram várias drogas como medicamentos, mas logo descobriram que seus efeitos negativos superavam os positivos.

A venda ilegal de drogas como maconha, cocaína, LSD, anfetaminas, ecstasy, GHB e outras derivadas do ópio é uma tentativa de lucro com seus efeitos eufóricos e alucinógenos. Estas drogas foram originalmente usadas para fins terapêuticos.

Infelizmente, muitas pessoas procuram o consumo recreativo dessas drogas sem se importar com as graves consequ√™ncias para a sa√ļde.

Ligue Clinica Recuperando Vida

Efeitos da heroína no organismo

As pessoas geralmente consomem heroína por injeção, fazendo com que seus efeitos afetem rapidamente o sistema nervoso e durem por cerca de 4 horas.

Apesar de ser conhecida por seus efeitos analgésicos, que aliviam a dor e causam sensação de euforia e redução do cansaço, a heroína é, na verdade, uma droga depressora do sistema nervoso.

Assim, embora possa causar euforia, que normalmente está associada a drogas estimulantes, a heroína diminui a atividade das

fun√ß√Ķes cognitivas, causando sonol√™ncia, prejudicando a autocr√≠tica e afetando a percep√ß√£o da realidade.

Após o efeito de euforia passar, é comum que a pessoa experimente uma profunda depressão.

Principais sintomas causados pelo uso da heroína

Com base nos efeitos mencionados, a hero√≠na pode causar diversos sintomas f√≠sicos, tais como tontura, n√°usea, cansa√ßo e peso nas extremidades do corpo, al√©m de complica√ß√Ķes sensoriais, como surdez, cegueira e sonol√™ncia, e redu√ß√£o da fun√ß√£o cardiorrespirat√≥ria, al√©m de inflama√ß√Ķes.

Além disso, a droga também pode levar a sintomas psicológicos, como delírios, perda de memória, ideação suicida, coma, humor depressivo intenso e, em alguns casos, até mesmo morte.

Al√©m disso, o compartilhamento de seringas e comportamentos de risco podem levar √† transmiss√£o de doen√ßas altamente contagiosas, especialmente HIV/AIDS, bem como outras infec√ß√Ķes perigosas.

Consequências de longo prazo do uso

Tratamento para Heroína Clinica Recuperando Vida

O uso prolongado da hero√≠na pode comprometer a circula√ß√£o sangu√≠nea devido a danos venosos, infec√ß√Ķes sangu√≠neas e a depend√™ncia qu√≠mica.

Além do HIV, o compartilhamento de seringas não esterilizadas também pode resultar em hepatite B e C, sífilis e inflamação das válvulas cardíacas, bem como embolia pulmonar.

A droga pode gerar abcessos em órgãos internos, osteomielite, espondilite, sacroileíte, pneumonia, tétano e botulismo em casos extremos.

Necrose do tecido nos locais de injeção pode ocorrer após uso prolongado, e muitos usuários morrem antes de chegar a esse estágio crítico.

A import√Ęncia de procurar ajuda

Qualquer tipo de dependência química é uma doença que pode afetar profundamente a vida da pessoa e de seus entes queridos.

Por isso, buscar ajuda especializada é essencial para a recuperação.

√Č comum que o dependente tente se recuperar sozinho, mas muitas vezes apenas procura ajuda quando j√° se encontra em uma situa√ß√£o cr√≠tica.

Lembre-se que quando a droga controla as a√ß√Ķes de uma pessoa, significa que algo est√° errado, pois a depend√™ncia j√° est√° controlando toda a sua vida

Por isso, é crucial que a pessoa ou seus familiares busquem ajuda, mesmo que seja difícil.

√Č como andar por um deserto, onde talvez seja poss√≠vel sair sozinho, mas com um guia experiente √© muito mais f√°cil seguir pelo caminho certo.

Lembre-se: h√° sempre um caminho para uma nova vida!

A overdose de heroína: Saiba como ajudar o dependente

Tratamento para Heroína Clinica Recuperando Vida

Os dependentes qu√≠micos s√£o os √ļnicos associados a overdoses, mas a hero√≠na pode causar overdoses com frequ√™ncia, mesmo nos primeiros usos, devido ao seu forte efeito.

Aqueles que nunca tiveram contato com a droga podem facilmente ultrapassar o que é uma superdosagem para o organismo.

Durante uma overdose de hero√≠na, √© comum ocorrer a perda de consci√™ncia, confus√£o mental e f√≠sica, ritmo cardiorrespirat√≥rio acelerado, n√°useas e v√īmitos, bem como convuls√Ķes.

Isso ocorre porque o corpo n√£o consegue processar ou eliminar o alto n√≠vel da subst√Ęncia presente no organismo, permitindo que ela continue causando danos sem que o corpo consiga reagir rapidamente.

Durante uma overdose, h√° pouco que se possa fazer em termos de atendimento m√©dico, portanto, o primeiro passo √© pedir ajuda de emerg√™ncia ligando para n√ļmeros como 192 (SAMU) e 193 (Corpo de Bombeiros).

Voc√™ deve tomar alguns cuidados, como deixar a pessoa deitada durante a perda de consci√™ncia, para evitar o risco de sufocamento com o pr√≥prio v√īmito.

Al√©m disso, √© importante mant√™-la longe de objetos perigosos, devido √†s convuls√Ķes

Heroína: Conheça os tratamentos para dependência química desta droga

Tratamento para Heroína Clinica Recuperando Vida

Para vencer a dependência química da heroína, é preciso uma abordagem de tratamento que contemple a resolução dos problemas sociais, psicológicos e biológicos envolvidos.

Afinal, essa doença é multicausal e requer uma atuação ampla e integrada.

Nesse contexto, há três tratamentos fundamentais para a recuperação do dependente químico: a psicoterapia, o uso de medicamentos quando necessário e a internação.

Eles combinam cada um com os demais para maximizar os resultados, pois cada um tem uma função específica.

A psicoterapia é uma forma de mergulhar nas causas da dependência, tratando as sequelas emocionais e psicológicas deixadas pela doença e adicção.

J√° os medicamentos ajudam a regular os n√≠veis hormonais e dos neurotransmissores respons√°veis pelas emo√ß√Ķes e sensa√ß√Ķes.

Minimizando os sintomas e sinais da dependência e abstinência.

Por fim, a interna√ß√£o pode ser uma op√ß√£o para o tratamento da depend√™ncia qu√≠mica, pois al√©m de afastar fisicamente o paciente da droga, proporciona atendimento por uma equipe multiprofissional da sa√ļde e disponibiliza diversos tipos de tratamentos.

√Č um momento para cuidar de feridas f√≠sicas, emocionais e psicol√≥gicas e se recuperar de forma saud√°vel e consciente.

Conclus√£o

Durante muito tempo, acreditou-se que a heroína fosse um problema apenas em outros países, mas não no Brasil.

No entanto, nos anos 2000, a droga entrou no país e se espalhou inicialmente a partir de São Paulo.

Embora a quantidade de heroína não seja tão expressiva como outras drogas como o Crack, a Maconha, LSD, entre outras.

Sua periculosidade é extrema, podendo viciar desde a primeira dose.

Ligue Clinica Recuperando Vida

Ademais, √© preocupante observar que a hero√≠na est√° se tornando cada vez mais popular por aqui, j√° que as apreens√Ķes policiais ficam espa√ßadas por anos.

Eles encontraram 46 quilos no aeroporto em 2019.

Portanto, considerando a gravidade do vício causado por essa droga, é quase temerário presumir que seu uso possa ser recreativo.

Já que a maior probabilidade é que o usuário se torne dependente logo nos primeiros usos.

Confira outros:

tratamento
Filtrar

Entre em Contato:

Você gostaria de falar com um especilista?

Fale com um de nossos consultores de plant√£o!

ūüöĎ‚ÄúA¬†Clinica Recuperando Vida¬†se tornou a maior refer√™ncia em¬†ūüĎÜCl√≠nica de Recupera√ß√£o para dependente Qu√≠micos e Alco√≥latras Particular do Brasil¬†ūüĎć ¬†